skip to Main Content
Atendimento: 11 3213-8620 • 11 3213-8640 11 98438-9274

Síndrome dos ovários policísticos

O que é a Síndrome dos ovários policísticos?

É uma doença em que ocorre a alteração da função dos ovários, levando a irregularidade menstrual, dificuldade para engravidar e excesso de hormônios masculinos. Dentre os sintomas de excesso hormonal, os mais comuns são aumento de pelos (principalmente no rosto, tórax, abdome e coxas), acne e queda de cabelos.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito pela presença de pelo menos dois dos seguintes critérios:

  • irregularidade menstrual,
  • sintomas do excesso de hormônios masculinos ou aumento das concentração hormonais em exames laboratoriais,
  • achado de ovários policísticos no ultrassom.

É importante notar que apenas o achado de alterações no ultrassom não é suficiente para diagnosticar a síndrome. É necessário que a mulher apresente outros sintomas para confirmar o diagnóstico.

Quais os riscos associados a síndrome?

A síndrome está associada a um risco futuro de desenvolvimento de diabetes, obesidade, esteatose hepática (gordura no fígado), dentre outras manifestações metabólicas. Por isso sempre incentivamos à prática de atividade física regular e alimentação saudável.

Além disso, nos últimos anos, percebeu-se que essas mulheres possuem maior probabilidade de desenvolver transtorno de ansiedade e depressão, sendo esta também uma preocupação da equipe médica nestes casos

Qual é o tratamento?

O tratamento vai depender do sintoma que mais incomoda a mulher. Nos casos em que o excesso de pelos, acne ou queda de cabelos são a queixa principal, os anticoncepcionais e medicações que bloqueiam a ação hormonal na pele são os mais indicados. Já quando a questão maior é a infertilidade, podem ser usados indutores de ovulação.

Em todas as pacientes, o controle do peso através de um estilo de vida saudável é fundamental, pois promove não só melhora das taxas hormonais, mas também protege as mulheres de futuras complicações. Por isso, o acompanhamento com ginecologista em conjunto com o endocrinologista é fundamental para tratamento eficaz de todos os aspectos da síndrome.

Consulte seu endocrinologista.

Back To Top